Apple e Adobe unem forças para processar pirata de software

Empresas entraram com processo contra usuário que vendia softwares roubados por páginas no Craiglist
A Apple e a Adobe se juntaram com mais duas empresas menores, responsáveis pelos softwares Autodesk e Rosetta Stone, para processar o usuário morador da Flórida Edy Jean Dollisme, por vender programas piratas pelo site Craiglist. Dollisme seria o responsável pelo site “Ultimate PC Repairs”.
Em seu website, o americano vende mais de 80 softwares piratas diferentes na forma de “mídias gravadas em DVD+R e CD+R, com os nomes escritos com marcador”, afirmam as empresas. Entre os softwares vendidos estão o iLife, iWork, Final Cut e Snow Leopard, da Apple, o Creative Suite, Acrobat e Ilustrator, da Adobe, e os programas Rosetta Stone e Autodesk.

Os programas podiam ser pagos via PayPal e eram entregues em partes do Sul da Flórida. Outras empresas que também tiveram softwares pirateados, como o Microsoft Office, não quiseram se envolver no processo. As companhias unidas pedem o fechamento do site “Ultimate PC Repairs”.

Fonte: Olhar Digital

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *