Nos EUA, Louboutin foi à Justiça contra a Saint Laurent alegando plágio

Não faltam casos no Brasil e no mundo de empresas que recorreram à Justiça para denunciar cópias de seus produtos por outras marcas. Em abril de 2011, a grife Louboutin, dos famosos (e caríssimos) sapatos de sola vermelha, acionou a Yves Saint Laurent (YSL) nos Estados Unidos alegando cópia de seu produto e pedindo que a concorrente interrompesse suas vendas.

O modelo da YSL, contudo, tinha uma diferença que foi decisiva: não só a sola, mas todo o sapato era vermelho.

Depois de muito deliberar, a Justiça americana decidiu, em outubro passado, que os sapatos com apenas a sola vermelha (e o corpo preto) eram exclusividade da Louboutin. Outros modelos, portanto, estariam permitidos.

Em 2010, uma loja de departamentos foi condenada, no Brasil, a indenizar o designer de bolsas Gilson Martins, por suposta cópia de seus produtos.

À época, a rede colocou em suas prateleiras seis modelos de bolsa muito semelhantes às da coleção do estilista. As mais famosas eram no formato de boca de mulher e de chinelo de dedo.

A Justiça do Rio condenou a rede a pagar danos morais a Martins e a retirar seus produtos da prateleira. A empresa chegou a recorrer, mas os desembargadores mantiveram a decisão, apenas reduzindo o valor da indenização.

A decisão foi tomada com base no fato de o designer ter registrado direitos autorais na Escola de Belas Artes.

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *