Justiça americana ameaça proteção a sapatos Louboutin

A exclusividade das solas vermelhas nos sapatos Christian Louboutin, usados por celebridades e vendidos por mais de US$ 1.000, está com os dias contados.

Um juiz americano recusou o pedido de liminar da empresa contra a Yves Saint Laurent, acusada de violar direitos da marca ao lançar uma versão similar do modelo.

A decisão abre caminho para que companhias em todo o mundo passem a usar a sola vermelha em calçados.

Para a Justiça, o registro da marca obtido em 2008 era muito abrangente.

No parecer, o juiz reconhece o impacto da inovação para a indústria da moda, mas considera ser “muito difícil provar que o solado vermelho possa se sujeitar à proteção”, já que “cores preenchem funções ornamentais e estéticas nesse setor”.

“Estamos profundamente desapontados com a decisão. Estamos avaliando todas alternativas”, diz o advogado da empresa, Harley Lewin.

A obsessão da Christian Louboutin pela exclusividade havia afetado até o Brasil –a brasileira Carmem Steffens foi notificada neste ano sob a acusação de plágio.

O presidente da concorrente, Mario Spaniol, considerou, à época, “um absurdo alguém querer patentear uma cor”.

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *