Facebook está tentando tomar palavra “Face” como marca registrada

Primeiro o Facebook não quis que ninguém usasse a palavra “book” nos nomes das comunidades da rede social, e agora não querem que ninguém use a palavra “face” também.

O Facebook aparentemente tomou o requerimento do registro da marca “Face” de uma empresa que operava um site chamado Faceparty.com, e que está tentando obter a marca. Não vai ser fácil, no entanto, porque Aaron Greenspan – o rapaz que levou o presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, ao tribunal por causa da criação do Facebook – está contestando o requerimento, de acordo com o TechCrunch:

Greenspan agora tem sua própria empresa, Think Computer, que está por trás do app de pagamentos móveis chamado FaceCash.

Se o Facebook obtiver a marca registrada para a palavra “Face”, isto poderia ser um problema para o FaceCash. “O possível registro tem implicações para minha empresa (sem mencionar centenas de outras, incluindo a Apple Inc.), então eu decidi perguntar à USPTO [órgão americano de registro de propriedade intelectual] para mais tempo para oposição”, ele explica em um email. A Apple, é claro, detém a marca registrada “FaceTime”, a função de videochamada do iPhone 4.

Apesar de Greenspan deter a marca registrada para FaceCash, ele quer proteger sua capacidade de usar a palavra “face” em futuros produtos. Ele também quer ter certeza de que o Facebook não irá atrás dele. Dado seu histórico de defender vigorosamente suas marcas registradas (o que é estimulado pela lei, com risco de perdê-las), isto pode se tornar uma possibilidade bastante real.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *