Cerveja Itaipava tem 30 dias para recolher latas vermelhas

Batalha judicial é a terceira entre a Cervejaria Petrópolis e a Ambev nos últimos anos

Brahma e Itaipava: marcas passam pela terceira batalha judicial

A cerveja Itaipava está proibida de colocar no mercado suas latas vermelhas, lançadas em edição especial para a Stock Car. A reivindicação veio depois que a marca foi acionada judicialmente pela concorrente AmBev, detentora da marca Brahma.

A Terceira Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro argumentou que a alteração da lata de Itaipava configuraria imitação e concorrência desleal por confundir o consumidor em relação à lata vermelha da Brahma, lançada pela AmBev em julho do ano passado. A Justiça determinou que a Cervejaria Petrópolis retire de circulação todas as latas vermelhas dentro do prazo de 30 dias. Caso as embalagens continuem no mercado após esse período, a multa diária é de R$ 30 mil. A empresa, no entanto, ainda pode recorrer.

Esta é a terceira batalha judicial envolvendo as duas fabricantes nos últimos anos. No primeiro processo, a Itaipava precisou retirar do mercado a Itaipava Fest, devido à semelhança com a embalagem da cerveja Skol Beats. No segundo, teve de alterar as logomarcas de suas versões Itaipava Black e Crystal Black.

Fonte: Exame

Publicações relacionadas

2 Comments

  1. anabolics online

    Este artigo é digno marcador na minha opinião. É economizar para referência futura pena. É uma leitura fascinante, com muitos pontos válidos para a contemplação. Eu tenho que concordar em quase todos os pontos feitos no âmbito deste artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *