Indústria deveria reduzir preços para combater pirataria, dizem usuários

Mais da metade dos entrevistados de pesquisa sugeriu corte nos preços de CDs e DVDs; oferta de recursos melhores, como 3D, também é opção.

Mais da metade (54,1%) dos entrevistados de uma pesquisa conduzida pela PC Advisor, do Reino Unido, sugeriu que as empresas de midia deveriam combater o compartilhamento de arquivos na Internet por meio da redução de preços dos CDs e DVDs.

Em resposta à pergunta “de que maneira as gravadoras e os estúdios podem combater o compartilhamento ilegal dos arquivos?”, 21,6% disseram que a saída é investir em patrocínio de transmissão das obras via web (streaming), como o Spotify.

De maneira consistente, os entrevistados deram a entender que as empresas de filmes deveriam incentivar a aquisição dos produtos usando recursos mais atraentes em vez de partir para a briga. O 3D, por exemplo, seria uma dessas opções para 8,2%.

Comprar briga
A favor do litígio e do enfrentamento, 16,2% das respostas puderam ser divididas em duas categorias distintas: 8,7% a favor do endurecimento das leis e 7,5% com campanhas antipirataria.

Curiosamente, o fórum registrou um volume altíssimo de comentários sugerindo atacar empresas que fabricam software para burlar as proteções nas mídias digitais.

“Partilhar arquivos é um crime”, declarou o participante do fórum que se identificou como “pjwheeldon”. “Fico pasmo com a afirmação de que livros, softwares e músicas devam ser gratuitos só porque estão disponíveis via web”, dispara.

Outro comentário em favor das companhias donas do material pirateado acrescenta: “É uma pena que essas empresas não possam infectar os arquivos na web com um vírus bem destrutivo” – palavras de Kevscar.

E, para “donki”, a única alternativa é repreender violentamente os milhões de pessoas que compartilham conteúdo protegido.

Fonte: IDGNow!

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *