Desde o falecimento, Steve Jobs ganhou 141 novas patentes

id104649

Steve Jobs é uma das maiores personalidades de todos os tempos, o cofundador da Apple já foi conhecido como o Midas da tecnologia, todos os projetos em que tocava se tornavam populares. Apesar disso, nem todos os seus trabalhos conquistaram os entusiastas; e até depois da morte ele continua buscando mais público para a Maçã.

Mesmo após a morte o levar, Jobs continua ganhando o direito de patentes, desde o falecimento 458 invenções foram creditadas em seu nome, de todas essas 141 venceram o processo de patente. Isso sim mostra que o criador da Apple realmente é imortal, agora Steve tem 358 patentes no total.

A primeira grande invenção de Jobs foi o “Computador Pessoal” criado por ele e seu parceiro Steve Wozniak, a patente foi processada em 1983; uma das últimas foi o design do cubo de vidro que fica na Apple Store da Quinta Avenida, em Nova York.

O MIT Technology Review estava revisando as patentes do entusiasta, e apesar dele ser um dos grandes inventores da atualidade, o consultor de patentes, Florian Mueller, disse que a maioria das invenções de Jobs são relacionadas à design, e isso não o torna um dos grandes inventores da história. O consultor acredita nisso porque nenhuma das invenções cria melhorias técnicas, mesmo que substanciais.

“Steve Jobs pode ter sido um grande inventor, depende de como as pessoas estão dispostas a definir esse termo. Estou convencido que, se os verdadeiros inventores americanos, como Edison e Bell, vissem as realizações de Steve Jobs, o respeitariam, mas não o considerariam um deles”, afirmou Mueller.

 

Assim como ocorreu com o criador da Apple, é possível que inventores mortos continuem “ganhando” novas patentes, mas para isso é necessário que os advogados busquem constantemente participar das etapas desse processo.

Fonte (texto e imagem): Tudo celular

 

 

 

 

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *