Cristo Redentor mostrado em “2012” gera pedido de indenização

A Arquidiocese do Rio cobra da Columbia Pictures o pagamento de uma indenização por uso indevido de imagens do Cristo Redentor no filme “2012”, que é destruído no longa de Roland Emmerich.

A informação é da reportagem assinada pela colunista Andréa Michael e pela repórter Fernanda Ezabella, publicada na Folha na quarta-feira dia 24 de Fevereiro.

De acordo com a reportagem, as negociações começaram em dezembro, um mês após o lançamento do filme no Brasil, e preveem também uma retratação pública por escrito da Columbia, disse Claudine Dutra, coordenadora do Departamento Jurídico da arquidiocese.

À reportagem, Rodrigo Saturnino Braga, diretor-geral da Columbia, confirmou o recebimento de uma notificação e disse que advogados do estúdio em Los Angeles estão cuidando do caso.

A arquidiocese não cobra pelo uso das imagens do Cristo, mas tem poder de veto sobre elas. “O Cristo é um símbolo religioso e deve ser preservado”, disse a advogada. Antes de gravar o filme, a Columbia consultou o grupo e o uso foi negado.

Fonte: Folha.

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *