Consumo de marcas próprias aumenta em lares brasileiros

Para melhorar números, pesquisa aponta que varejistas precisam investir em uma melhor comunicação de suas marcas próprias com o consumidor.

Uma pesquisa realizada pela Kantar Worldpanel, em parceria com a Abmapro (Associação Brasileira de Marcas Próprias), analisou que as marcas próprias vêm crescendo alinhadas às marcas convencionais. O levantamento, que compara o ano móvel de junho de 2013 a junho de 2014, revela que as marcas próprias dos varejistas alcançaram 60% dos domicílios brasileiros, ou seja, 29,4 milhões de lares.

Os resultados dos painéis de consumo mostram que a variação em valor no período, para as marcas próprias, cresceu 13,2% contra 14,6% das outras marcas. Já a variação em unidades ficou em 3,7% para as próprias e 1% para as demais.

Enquanto outras marcas já estão consolidadas no mercado brasileiro, as marcas próprias ainda têm espaço para conquistar os lares. São cerca de quatro itens de marca própria levados por ocasião de compra, enquanto as convencionais registram 13,3 unidades. Já o tíquete médio gasto com marcas próprias ficou em R$ 7,70, enquanto que as outras marcas registraram R$ 24,62. Em relação à frequência de compra, as marcas próprias registram apenas seis idas ao ponto de venda ao ano contra 142 das demais marcas conhecidas no mercado.

Quando questionados sobre os principais atributos das marcas próprias, o retorno geralmente é positivo. Porém, 47% dos consumidores de marca própria acham que a comunicação sobre o produto ainda é fraca e apenas 22% dos entrevistados reconhecem a marca sem o nome do varejista. A qualidade do produto fica em 79% da satisfação destes consumidores, seguido da embalagem com 77%, preço com 70%, exposição na gondola 64% e variedade dos produtos com 51%.

Fonte: Administradores

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *