Chanceler alemã visita China para pedir “acesso justo” ao mercado chinês

Reprodução: Económico (Pt).

Reprodução: Económico (Pt).

A chanceler alemã Angela Merkel vai realizar até amanhã a sua sétima viagem oficial à China, que tem como objetivo aumentar o acesso das empresas germânicas ao mercado chinês.

Numa altura em que a China tem dado grade apoio econômico à Rússia, país alvo de sanções ocidentais devido à crise na Ucrânia, a Alemanha está apostada a manter Pequim voltada para a Europa, em particular porque este país é, a seguir aos EUA, o segundo maior mercado das exportações germânicas fora da UE, tendo comprado à Alemanha 67 mil milhões de euros em bens no ano passado, em particular carros e maquinaria industrial.

Durante a sua estadia, Merkel vai encontrar-se com o presidente Xi Jinping e com o primeiro-ministro LiKequiang, junto dos quais irá pedir um “acesso justo” por parte das firmas alemãs ao mercado chinês, e “mais respeito” pelos direitos de propriedade intelectual. O diretor dos Serviços Secretos germânicos, Hans-Georg Maassen, avisou entretanto no jornal ‘Welt am Sonntag’, que as firmas alemãs estão a ser alvo de uma forte espionagem industrial por parte dos chineses. “Só a agência de espionagem industrial da China tem mais de 100.000 agentes”, alertou Maassen.

Fonte: Económico (Pt)

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *