Walmart compra startup para brigar com Amazon

Walmart compra startup para brigar com Amazon

São Paulo – Walmart anunciou ontem, 8, a aquisição da Jet.com, startup de comércio eletrônico, por US$ 3 bilhões em dinheiro e mais US$ 300 milhões em ações.

A compra irá impulsionar as vendas pelo site ou aplicativo e fazer frente ao crescimento acelerado de sua maior concorrente, a Amazon.

Na última conferência com analistas, o CEO do Walmart Doug McMillon afirmou que as vendas online evoluem muito lentamente e que a empresa precisava expandir o número de produtos vendidos e de parceiros da plataforma.

Com a aquisição bilionária, “estamos buscando maneiras de cortar preços, ampliar o sortimento e oferecer a experiência de compra mais simples e fácil possível, porque é isso que os consumidores querem”, afirmou.

A empresa tem dificuldade em acompanhar a rápida evolução da rival, que angaria um público fiel – e pagante.

O número de assinantes da Amazon, chamados Prime, ultrapassou os não pagantes, ao alcançar 63 milhões em junho. Com entregas em até uma hora e descontos especiais, eles têm poucos motivos para fazer compras nos concorrentes.

Enquanto o Walmart faturou US$ 14 bilhões com vendas online no último ano, ou apenas 3% das receitas totais, o faturamento dela foi de US$ 107 bilhões, incluindo o serviço de nuvem.

Unicórnio

A Jet.com pode ajudar nessa disputa, por ser dos comércios eletrônicos que mais cresce. Lançado em 2015, alcançou em pouco tempo e 12 milhões de usuários únicos por mês.

Ainda muito jovem, entrou no seleto grupo de startups que têm valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão, os chamados “unicórnios”.

O site recebe cerca de 400.000 novos consumidores mensalmente e 25.000 pedidos todo dia e promete preços 10% a 15% mais baixos que os de concorrentes. A promessa certamente chamou a atenção, ainda que ao custo de milhões de dólares em marketing.

Para reduzir custos de frente, oferece descontos para pedidos grandes, com muitas mercadorias enviadas juntas. O marketplace tem mais de 2.400 lojistas.

Os fundadores da startup são Marc Lore, Mike Hanrahan e Nate Faust.

Lore, que hoje é CEO da Jet, fundou a Quidsi, empresa dona dos sites Diapers.com, Soap.com e Wag.com e que foi vendida. Ele terá uma posição de liderança na divisão de vendas on-line no Walmart, e o atual executivo da área, Neil Ashe, sairá da companhia, afirmou o Wall Street Journal.

Walmart e Jet continuarão atuando como marcas distintas. Enquanto a gigante manterá sua estratégia de preços baixos todo dia, a Jet buscará atrair jovens com seleção de produtos e experiência de compra voltada a esse público.

A startup ainda ganha acesso à infraestrutura da varejista, como os 7 centros de distribuição nos Estados Unidos. A operação precisa ser aprovada por órgãos reguladores.

Fonte matéria e imagem: EXAME

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *