Associação quer investigar escovas de dente chinesas

A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) reúne documentos para entrar, no mês que vem, com pedido de investigação de “dumping” -importação a preço inferior ao adotado no país de origem- contra as escovas de dente chinesas.

De acordo com o presidente da associação, João Carlos Basilio, as escovas de dente da China estão chegando ao Brasil, em casos extremos, a US$ 0,02 a unidade.

“Esse valor não cobre nem o custo de fabricação. Nossa suspeita é que o imposto de importação não esteja sendo pago”, afirmou o executivo.

Entre janeiro e novembro, a China vendeu 153 milhões de escovas de dente ao Brasil, ao valor de US$ 21,4 milhões. Os chineses responderam por 61,2% do total comprado, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento.

LÁPIS DE COR

O Brasil indeferiu as licenças de importação de lápis de cor e lápis de grafite da empresa Chang Jia Technology.

A empresa alegava ser de Taiwan, mas as investigações concluíram que o certificado de origem dos produtos foi fraudado.

A suspeita é que tenham sido feitos na China, já que os lápis de lá pagam sobretaxa após investigação comprovar importação desleal.

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicações relacionadas

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *